Administrado pelo Projeto Tamar, tem aquários de água doce e salgada onde vivem peixes do Rio São Francisco e da costa do estado. Um tanque com tubarões diverte as crianças: às 16h30, quando os animais são alimentados, os visitantes podem tocá-los. Há uma base do Tamar na Praia de Pirambu, ao norte da capital.

O Oceanário de Aracaju foi inaugurado em junho de 2002 e tem capacidade para receber até 300 pessoas ao mesmo tempo, alcançando a marca de aproximadamente 120 mil visitantes/ano.

É o primeiro oceanário do Nordeste e o quinto do Brasil. Os outros ficam em São Paulo (Santos, Ubatuba, Aparecida do Norte e Guarujá). O de Aracaju/SE foi criado, construído e é mantido e administrado pela Fundação Pró-Tamar, através da coordenação regional do Projeto Tamar em Sergipe. Instalado na praia da Atalaia, a 500m do mar, ocupa 141 mil m² de área cedida pelo Governo Federal, através de contrato de cessão entre o Serviço de Patrimônio da União e a Fundação Pró-Tamar. Tem área construída de 1.700 m², na forma de uma tartaruga gigante, com a cobertura em eucalipto e piaçava. É um dos atrativos turísticos de Aracaju, destacando-se na moderna e revitalizada Orla de Atalaia, entre espelhos d’água com pontes, calçadão, ciclovia e espaço para exposições, shows e esportes aquáticos.

Através de atividades regulares, como visitas orientadas, palestras e exposições, favorece a sensibilização de moradores e visitantes para a conservação do ecossistema marinho e das riquezas do rio São Francisco. Palestras, mostras de vídeo e aulas junto aos aquários, permitem aos visitantes aprenderem sobre o ecossistema do litoral sergipano e conhecerem diversas espécies de animais marinhos.

Ingresso
Inteira R$ 16,00; meia entrada: R$ 8,00 (estudantes com carteira, crianças acima de 1m e idosos acima de 60 anos). Portadores de necessidades especiais e crianças até 1 metro não pagam.